terça-feira, 29 de maio de 2018

domingo, 1 de abril de 2018

"Eu nasci pra capoeira"


Nome de maior expressão da capoeira angola, Vicente Ferreira Pastinha- Mestre Pastinha nasceu em 5 de abril de 1889, na cidade de Salvador, filho de um comerciante de origem espanhola e de uma negra descendente de escravos. Foi responsável pela organização da capoeira angola.

Em celebração ao Mestre Pastinha e sua vida dedicada à capoeira, a Associação de Capoeira Angola Dobrada Curitiba realiza uma roda comemorativa na quinta-feira, 5 de abril de 2018.

A roda de capoeira angola é aberta para todos os capoeiristas e simpatizantes desta arte de dança e de luta.

Vai acontecer no bebedouro do Largo da Ordem às 19 horas.

Em caso de chuva na sede da ACAD Centro.

Yê Viva Pastinha

quarta-feira, 21 de março de 2018

VI Levanta a Saia, Lá vem a maré

 
 Roda de abertura do VI Levanta a Saia, Lá Vem a Maré em 08.03.2018
 Oficina de dança afro em 09.03.2018
 Mesa de debate: Quebrando Tabus em 10.03.2018
Apresentação cultural
Roda no Largo da Ordem em 10.03.2018

Roda de encerramento na Feira do Largo em 11.03.2018

segunda-feira, 26 de fevereiro de 2018

Roda no Passeio Público


No sábado, 24 de fevereiro, realizamos a nossa tradicional roda do último sábado do mês  Feira de ôrganicos do Passeio Público.








sábado, 24 de fevereiro de 2018

É hora, é hora


O Levanta Saia, lá vem a maré trata da reflexão - entre escolas de capoeira, mestres, praticantes, pesquisadores, gestores públicos e demais interessados - sobre os desafios e conquistas das mulheres na sociedade, através de atividades que contam com a capoeira angola como eixo central.

A capoeira, Patrimônio Cultural da Humanidade (UNESCO/2014), possui uma metodologia que integra todos os indivíduos, em uma prática que é uma luta de dança e de jogo na qual todos participam independente da idade, nacionalidade, gênero, peso, condição sócio-economica etc.
Dessa forma ela é a matriz a partir da qual será construído um espaço de diálogo entre capoeiristas, pesquisadores, gestor es culturais, professores, estudantes, entre outros.

O encontro é realizado nesse formato desde 2013, pela Associação de Capoeira Angola Dobrada (ACAD), sob a coordenação do Mestre Negão. É um evento independente e sua programação contempla: oficinas e rodas de capoeira angola; mesa temática; apresentação cultural.Após pensar temas como “Mulher e a Ancestralidade”, “Capoeira Mãe” e “Respeita meu berimbau – o empoderamento da mulher através de sua arte”, a sexta edição do encontro, que será realizada entre os dias 08 a 11 de março, terá o tema “Quebrando Tabus”.

Para promover uma sociedade com a igualdade entre os indivíduos que usufruem de seus direitos, as questões de gênero são imprescindíveis, por isso o encontro traz a reflexão e o debate sobre a mulher na sociedade.
Arte: Marciel Conrado

Investimento : R$ 50,00

sexta-feira, 9 de fevereiro de 2018

Vem aí

VI Levanta a Saia, Lá Vem a Maré 

Quebrando Tabus

 Em breve programação